São Paulo 1 x 0 Fluminense – Blitz contra o Fluminense

20/08/2009 at 11:33 am (São Paulo F.C.) (, , )


São Paulo não decepciona e conquista os 3 pontos em casa

Os jornais cariocas alertavam que o jogo era contra o “Poderoso São Paulo” e não deu outra: o Fluminense foi mais uma vítima do empolgado Hexacampeão sendo, literalmente, encurralado em seu próprio campo no 1º tempo.

Até parecia que o SPFC tinha 22 em campo tamanha a dedicação. Era isso que o time precisava! Movimentação, fazer a zaga adversária se abrir e tramar tabelas pelo chão. Coisa que o Muricy não soube orientar, ou não entendeu.

O segundo tempo eu já achei que o time deu uma cansada. Em entrevista o técnico RG também disse que é preciso “dosar o fôlego” para não sofrer queda de rendimento no jogo. Mas foi muito feliz ao treinar a equipe com a dinâmica que vimos ontem.

Richarlyson, vítima dos oportunistas nos últimos dias, foi um dos destaques do jogo. Marcou o gol num lance de inteligência tática, no mais velho estilo Mineiro de marcar gols. Jogou bem no meio campo e na marcação.

Arouca foi outro que jogou bem, dando rápida movimentação e toque de bola. Hernanes, Jean, Junior Cesar e Jorge Wagner solidários e dedicados.

Dagoberto tem mudado para melhor. Precisa parar de perder “bola no pé” ainda, mas jogou com mais inteligência que o habitual.

Dentre vários pontos positivos, o negativo ficou para o 2º tempo onde a equipe cansou e o ataque não respondeu. A bola chega com facilidade até o meio campo adversário e tem parado. Se os alas não fizeram a jogada de ultrapassagem, fica difícil jogar para os atacantes. O RG bem que podia focar nesse defeito.

Washington demonstra dedicação e mostra toque de bola inteligente quando precisa. Merece apoio da tocida. Borges vem sendo a incógnita do time. Quer sair? Quer jogar noutro clube? Quer ser titular? Quer um monte de coisas, mas não tem jogado tanto quanto pede. E que o RG corrija o vício do atacante que se enfia entre os zagueiros nos contra ataques, sempre deixando de ser opção de toque. Ao invés de facilitar para os armadores, ele que ficar no meio da zaga e receber bola no peito… Se esconde nos momentos de gol.

E o Rogério Ceni voltou, e tudo acabou bem. Ele deu algumas “exageradas” em alguns lances com os pés, mas tudo acabou bem. Com ele em campo, o time realmente mostra mais confiança e tranquilidade na defesa. Bem vindo capitão!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: