CBF anuncia: Taça das Bolinhas é do SPFC

14/04/2010 at 7:26 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , , , , , )


A notícia não saiu no site oficial da CBF mas está nos jornais:

O primeiro pentacampeão brasileiro, segundo a entidade, é o São Paulo FC!

Durante todo o dia torcedores e comentaristas repercutiram a decisão de Ricardo Teixeira que após analisar os fatos que decorreram desde aquele campeonato de 1987, foi reconhecido o direito de posse e consequentemente homologado como primeiro pentacampeão brasileiro com a simbólica Taça de Bolinhas.

Toda discussão é em torno da bagunça que foi aquele ano e em relação aos torneios que elegeram seus campeões.

Resumidamente, em 87 houve 2 torneios nacionais.

Devido a uma crise financeira da CBF, a chamada Copa União foi organizada e realizada pelo Clube dos 13, o então chamado “módulo Verde”: Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santa Cruz, Santos, São Paulo e Vasco (com apoio e patrocínio da Rede Globo).

Clubes que ficaram de fora reivindicaram e a CBF, para fazer boa política, montou o “módulo Amarelo” (com apoio e patrocínio do SBT) com os clubes restantes: América-RJ, Atlético-GO, Atlético-PR, Bangu, Ceará, Criciúma, CSA, Guarani, Inter de Limeira, Joinville, Náutico, Portuguesa, Rio Branco-ES, Sport, Treze e Vitória.

Nota-se um desequilíbrio de forças entre os torneios o que não significou que eram divisões diferentes.

Segundo entrevista de Carlos Miguel Aidar – primeiro presidente e um dos idealizadores do Clube dos 13 – ao programa Juca Entrevista da ESPN, o grande rolo se deu por conta de um acordo entre Eurico Miranda e CBF que, passando por cima do estatuto da Copa União, aceitou a proposta da entidade em fazer um quadrangular final entre os módulos para assim se apontar um campeão.

O Flamengo, campeão do módulo verde, seguindo o estatuto do Clube dos 13 se recusa a participar deste quadrangular e o Sport Recife, campeão do módulo amarelo, foi então reconhecido pela CBF como o legítimo campeão de 1987.

Estava criada um dos maiores imbroglios do futebol brasileiro e que repercute até hoje.

Na minha opinião é uma decisão burocrática. Tanto Flamengo ou SPFC não devem levar tão a sério a questão. De acordo com as normas da entidade, o troféu já pertence ao SPFC desde 2007 quando se sagrou pentacampeão.

Veja a entrevista de Miguel Aidar ao falar da trairagem de Eurico com a CBF (A partir dos 3 minutos).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: