E o final de Lost, heim?

29/05/2010 at 5:06 pm (Geral) (, , , , )

Meu seriado predileto, que acompanhei durante 6 anos assiduamente, acabou.

Do sentimento de ansiedade – e de saudade – que antecedia o capítulo final “The End” surgiu uma baita interrogação depois de sua exibição.

Tudo porque não foi o final que eu esperava. Faltaram respostas a indagações que perduraram por toda série, criadas desde seus primeiros episódios.

O sentimento de vazio foi tão estranho que achei não ter sacado alguma das ligações improváveis que a série nos mostrou durante todo o tempo. Assisti uma segunda vez, uma terceira e conclui que era vazio mesmo.

O desfecho foi cliche, comum em romances de cinema. Parecido com o filme “Passageiros (2008)”. Nada inovador, nada surpreendente. Um fim que encerra-se à altura da trama. A carga emotiva das cenas finais, “a la novela das oito”, convenceu e satisfez a maior parte do público feminino conforme li em alguns sites e blogs especializados.

Já o espectador que se compenetrou nas referências históricas, na mitologia, na física e em tantos outros elementos fantásticos que se misturavam entre si para carregar todo mistério, ficou a ver navios.

Me pareceu que os produtores Damon Lindelof e JJ Abrams não sabiam exatamente como terminariam a história e não foram capazes de desatar os nós e, o personagem fantástico – a ilha – que era o grande mistério, terminou como personagem comum.

Voltaram-se apenas nos personagens humanos, carismáticos, mortais, com “destinos traçados” – como nós mesmos – para encerrar uma história inicialmente brilhante mas que foi engolida diante da própria complexidade. Uma pena.

Moral da história: tudo que é complexo demais para o entendimento natural, é melhor não tentar explicar. Apenas observa-se e quem quiser, aceite.

O box da 6º temporada estará disponível em agosto/setembro.

Anúncios

Link permanente 1 Comentário

Santos 3 x 0 São Paulo – Derrota que arranca as máscaras

18/04/2010 at 7:21 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , )

Tricolor não consegue impor seu jogo e é derrotado

O São Paulo de sempre voltou a dar as caras. O time que não joga fácil, que não busca tabelas, que não é veloz, que é individualista até o erro surgir e definitivamente não sabe correr atrás de resultado.

Se a consistência defensiva tão aprimorada nos últimos anos dá resultado nos pontos corridos, ultimamente não é páreo para adversários mais ofensivos nos mata-matas.

O São Paulo entrou hoje com o pingo de esperança para vencer por 2 gols de diferença. Desde o começo jogou da forma que se acostumou. Levava a bola até a intermediária adversária e dali mirava uma bola alçada. Cruzamentos que logo foram as armas principais dessa equipe de qualidade, mas com pouco futebol no chão.

Logo deu pra notar a dificuldade que passaria. O Santos saia em contra ataque 10 vezes mais veloz, no chão, do jeito que o torcedor gosta. Neymar, aos 4 minutos, enfiou uma bola para Robinho que Hernanes não entendeu até agora, tamanha “rapidez” de pensamento.

A diferença ficou clara. O Santos se movimentando de tal forma que até Marquinhos se mostrava craque. E foi ele que deu o passe pro primeiro gol de Neymar, irregular, que a Globo relutou em reprisar e assumir a irregularidade do lance.

O São Paulo estagnado, com meias lentos e sem o devido entrosamento com os atacantes (quando este time vai entrosar?) não sabia como penetrar na área, sequer concluir a gol. O jogo inteiro de tentantivas conhecidas, cruzamentos frustrados, ligações diretas que minavam as esperanças do torcedor.

Richarlyson, recém recuperado de lesão, entrou para complicar. Precisa ter muita coragem para por um jogador fora de ritmo numa decisão. E não demorou para perder bolas, errar passes, levar contra ataque nas costas. Um erro de Ricardo Gomes.

As jogadas pelas laterais não funcionaram e o jogo era levado com méritos pela equipe do Santos.

Só uma crítica aos juízes: O primeiro tirou Marlos dos 2 jogos decisivos. Foi criticado mas logo esquecido pela imprensa. Este de hoje “já estava punido” e distribuiu cartões aos montes em lances duvidosos. Sabia que sua atuação não o puniria pela segunda vez. Situação semelhante ao de Marcio Rezende de Freitas e o famoso pênalti não marcado em Tinga. Neste caso, Marcio apitava o último jogo da carreira e parece que foi “protagonizar” seu grande lance da vida a mando, talvez, de alguém. Não houve punição porque ele se aposentou.

Por que dar chance para juízes nestas condições de apitar jogos como esse?

No mais, as críticas voltam para os jogadores, o técnico e também para Juvenal Juvêncio. Superproteger este técnico que pode ser excelente na conversa mas que em campo não corresponde é um erro. Ele tem o poder de mudar quando as coisas não andam bem.

O elenco é bom, tirando um ou outro ali que pensa que futebol se joga sozinho. RG diz aos críticos que a hora certa vai chegar e o time vai jogar bola. Se não aconteceu até hoje, porque aconteceria no próximo jogo da Libertadores?

As respostas de RG já acabaram e ele sabe disso. Infelizmente tem se mostrado incapaz de fazer este time jogar bola que preste. Se deseja o bem do clube pode contribuir de outra forma, em pedir demissão.

Libertadores é o maior desejo e o que nos resta. Jogando desse jeito, sem saber buscar resultado, prevejo nuvens negras e temporais daqui uns dias.

Link permanente 1 Comentário

Raí lança site oficial “RAI10.COM”

15/04/2010 at 5:19 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , , , )

O ídolo Tricolor de toda uma geração anunciou seu novo espaço na web: www.rai10.com.br

Além do Twitter para informações e interação: @rai10oficial


Link permanente 1 Comentário

CBF anuncia: Taça das Bolinhas é do SPFC

14/04/2010 at 7:26 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , , , , , )

A notícia não saiu no site oficial da CBF mas está nos jornais:

O primeiro pentacampeão brasileiro, segundo a entidade, é o São Paulo FC!

Durante todo o dia torcedores e comentaristas repercutiram a decisão de Ricardo Teixeira que após analisar os fatos que decorreram desde aquele campeonato de 1987, foi reconhecido o direito de posse e consequentemente homologado como primeiro pentacampeão brasileiro com a simbólica Taça de Bolinhas.

Toda discussão é em torno da bagunça que foi aquele ano e em relação aos torneios que elegeram seus campeões.

Resumidamente, em 87 houve 2 torneios nacionais.

Devido a uma crise financeira da CBF, a chamada Copa União foi organizada e realizada pelo Clube dos 13, o então chamado “módulo Verde”: Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Goiás, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santa Cruz, Santos, São Paulo e Vasco (com apoio e patrocínio da Rede Globo).

Clubes que ficaram de fora reivindicaram e a CBF, para fazer boa política, montou o “módulo Amarelo” (com apoio e patrocínio do SBT) com os clubes restantes: América-RJ, Atlético-GO, Atlético-PR, Bangu, Ceará, Criciúma, CSA, Guarani, Inter de Limeira, Joinville, Náutico, Portuguesa, Rio Branco-ES, Sport, Treze e Vitória.

Nota-se um desequilíbrio de forças entre os torneios o que não significou que eram divisões diferentes.

Segundo entrevista de Carlos Miguel Aidar – primeiro presidente e um dos idealizadores do Clube dos 13 – ao programa Juca Entrevista da ESPN, o grande rolo se deu por conta de um acordo entre Eurico Miranda e CBF que, passando por cima do estatuto da Copa União, aceitou a proposta da entidade em fazer um quadrangular final entre os módulos para assim se apontar um campeão.

O Flamengo, campeão do módulo verde, seguindo o estatuto do Clube dos 13 se recusa a participar deste quadrangular e o Sport Recife, campeão do módulo amarelo, foi então reconhecido pela CBF como o legítimo campeão de 1987.

Estava criada um dos maiores imbroglios do futebol brasileiro e que repercute até hoje.

Na minha opinião é uma decisão burocrática. Tanto Flamengo ou SPFC não devem levar tão a sério a questão. De acordo com as normas da entidade, o troféu já pertence ao SPFC desde 2007 quando se sagrou pentacampeão.

Veja a entrevista de Miguel Aidar ao falar da trairagem de Eurico com a CBF (A partir dos 3 minutos).

Link permanente Deixe um comentário

Por onde anda o “Tira-Teima”?

09/04/2010 at 3:09 pm (Geral, Humor, São Paulo F.C.) (, , , )

Esse craque dos jogos, infalível, imparcial, imperdoável, revelador de centímetros, cruel e senhor da verdade em prol da justiça Global no esporte?

Porque ouvi muita bobagem sendo dita por juizes comentaristas e ecoados por jornalistas puxa-sacos e torcedores. Não apareceu mais em nenhum jogo importante, clássico, em Libertadores… Porque será? Descobriram que era um traidor?

Por mais que não exista uma máquina capaz de contrariar o sentimento de torcedor das emissoras de tv e seus falsos profissionais, esse fake de máquina da justiça só inspira sonhos de que um dia tudo que é feito na tv é em respeito a nós torcedores.

Ficar a mercê de comentários esdrúxulos de ex-juízes ceguetas é se ver em platéia de circo com nariz de palhaço.

Link permanente 1 Comentário

Arquibancada por R$ 50, 60 …

08/04/2010 at 5:15 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , )

Preços salgados para ver a primeira semifinal

Estão à venda ingressos para o SPFC x Santos no Morumbi, no próximo domingo.

Os valores da arquibancada azul estão em 60 reais. Na laranja por 50.

Nos setores Visa (arq. vermelha e amarela) os valores também são de 50 reais.

Para todos os setores tem a meia-entrada disponível por 50% do valor.

Maiores informações no site oficial: http://www.saopaulofc.net/v4/noticias2NOVO2.asp?PLC_map_001_c=02.01&PLC_cng_ukey=402761541245HVONHW

Link permanente Deixe um comentário

SPNet entrevista Raí

29/03/2010 at 6:01 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , )

O site SPNet fez uma entrevista bacana com Raí, um dos maiores ídolos da história do São Paulo FC.

Ele fala da vontade de fazer um jogo de despedida, das possibilidades de trabalhar no clube (mas não na parte política), da atitudes dos jovens jogadores da base, dentre outras passagens e momentos vividos no time de coração.

Entrevista em quatro partes: Parte1, Parte2, Parte3, Parte4.

Link permanente 1 Comentário

Fifa aprova novo projeto para Morumbi

20/03/2010 at 7:10 pm (Geral, Humor, São Paulo F.C.) (, , , , , , )

Após críticas, secretário da Fifa elogia novo projeto do Morumbi

http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u709317.shtml

Link permanente 1 Comentário

A Indy São Paulo estreará tradição…

13/03/2010 at 7:04 pm (Geral) (, , , , , )

… brasileira de incompetência e desorganização que cerca eventos internacionais.

No blog do Flávio Gomes tem os detalhes de toda trapalhada que culminou com o cancelamento de treinos livres na véspera da corrida. Agora o treino de classificação ocorrerá amanhã, horas antes da largada oficial da prova.

Críticas na Indy seriam normais já que a antipatia do mundo da velocidade já se estendia por Interlagos há um bom tempo.

Pilotos e equipes da F1 sempre criticaram a falta de segurança (de ladrões mesmo), de organização da prova e do ambiente, da estrutura deficiente que Interlagos proporciona. Uma antipatia das pistas no Brasil que agora a Indy e seus pilotos começam a desfrutar.

Antes de se achar capaz para realizar algo, é preciso aprender com quem sabe. E o brasileiro não aprendeu ainda.

Link permanente 1 Comentário

Entrevista com Juvenal Juvêncio

10/03/2010 at 7:12 pm (Geral, São Paulo F.C.) (, , , , )

Em “Papo com Benja” Juvenal Juvêncio conta como começou no futebol, sua gestão, da organização que faz do SPFC ser um clube diferenciado, de Adriano, do Morumbi, da rivalidade com outros presidentes de clubes e ainda que faz preleção “cara a cara” com jogadores quando necessário.

http://www.lancenet.com.br/sao-paulo/noticias/10-03-10/714426.stm?futebol-juvenal-avisa-craques-sao-raros-falta-jogador-para-decidir

Link permanente Deixe um comentário

Next page »